Crítica | Animais Fantásticos e Onde Habitam (Fantastic Beasts and Where to Find Them)

Para muitos era inevitável que a franquia Harry Potter fosse revivida nos cinemas, porém poucos arriscariam dizer que apenas cinco anos depois do lançamento do último filme (Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2, 2011) haveria um novo longa sobre esse universo. Foi anunciado que o revival da franquia seria composto por cinco filmes que teriam histórias que se passariam mais de cinquenta anos antes do ingresso de Harry em Hogwarts. Para tornar a noticia ainda mais prazerosa para os fãs, também foi revelado que a escritora da saga literária, que posteriormente originou os filmes, J.K. Rowling seria a responsável pelo roteiro da nova safra de longas. Assistindo Animais Fantásticos e Onde Habitam a sensação que fica é de que o longa não faz jus a qualidade e a magia que a franquia “original” trouxe ao espectador.

No longa, o excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas (pessoas não mágicas) do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.

A estreia de J.K. Rowling como roteirista não é das melhores, já que seu roteiro é um tanto quanto perdido. A história de Newt em busca de seus animais perdidos não é capaz de empolgar e para piorar é resolvida de forma abrupta e sem-sal. Já o outro plot do filme que envolve uma “força maior” que ameça a comunidade bruxa se mostra até mais interessante do que a busca pelos animais, porém é mal desenvolvido e só ganha real importância nos últimos 20 minutos do longa, de forma que parecesse ter sido inserido apenas para deixar ganchos para as sequências. Sem parecer saber qual dos plots é mais importante para a trama, o roteiro de Rowling pode ser definido perfeitamente como perdido.

É curioso como o personagem menos interessante e carismático da trama seja o protagonista da mesma. Newt Scamander, apesar da interpretação satisfatória de Eddie Redmayne, tem sua presença ofuscada por outros personagens em praticamente todas as suas cenas. Sobra aos coadjuvantes a missão de roubar a cena com os destaques indo para Jacob Kowalski (Dan Fogler) e Queenie Goldstein (Alison Sudol), que desde suas primeiras cenas no filme já conseguem conquistar o público com o seu carisma, para melhorar a situação os interpretes dos personagens mostram bastante química juntos.  O ator Ezra Miller também entrega uma boa performance com seu personagem Credence Barebone, que acaba se revelando o mais complexo do longa.

Nos quesitos técnicos o filme se sai muito bem. Começando pela ótima direção de arte, que consegue retratar com perfeição a Nova York dos anos 20, também vale destacar uma cena com visual belíssimo que mostra o local em que o protagonista cuida de suas criaturas. Os efeitos visuais do longa também se mostram satisfatórios, com o destaque indo para os que envolvem os animais presentes no titulo do filme. 

Ainda que tenha personagens carismáticos e se mostre bastante eficiente nos quesitos técnicos, Animais Fantásticos e Onde Habitam acaba perdendo a chance de fazer frente a qualquer um dos outros filmes da franquia Harry Potter devido ao fraco roteiro escrito por J.K.Rowling, resta torcer para que a escritora consiga melhorar suas habilidades como roteirista, já que ele também será responsável pelos próximos longas, para que as continuações consigam fazer jus ao universo que por uma década encantou crianças e adultos nos cinemas.

NOTA: 7,0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s